07Jan
coração vermelho simulando memórias afetivas

Saiba como guardar memórias afetivas!

A perda de um familiar não é simples, causa dor, desespero e revolta. Porém, após este mix de sentimentos, sobram as lembranças, os momentos vividos. Ou seja, as famosas memórias afetivas. Elas são importantes para lembrar do que passou aos lados dessas pessoas, o quanto elas eram e ainda são importantes. E se você quer começar a fazer, mas não sabe por onde, fique tranquilo. Nós da Central Santa Casa separamos este artigo para lhe ajudar. Continue lendo!

Como guardar memórias afetivas?

Guardar memórias afetivas é uma forma de homenagear e eternizar o amor que você sente, garantindo um reforço para quando sentir-se sozinho ou em dúvida. Ou seja, essas lembranças, quando registradas, podem ser um consolo. Ao olhá-las, você pode recordar de um conselho ou de uma piada que lhe fará seguir em frente.

Para montá-la, não precisa ser obrigatoriamente uma caixa com pertences da pessoa, ou então fotos dela. É claro que estas são opções válidas, é possível fazer uma colagem ou então, guardar pequenos objetos que eram importantes para o seu ente querido. Entretanto, estas não são as únicas opções, há outras maneiras de registrar as memórias afetivas, como:

  • uma pintura: se você possui a habilidade, é plausível fazer uma tela ou um desenho que lembre o momento, ou então o sentimento produzido por ele. Por exemplo se é uma cena embaraçosa pode ser representada por borboletas;
  • músicas: compor uma canção que expresse a sua saudade ou a memória. Caso você não tenha tanta habilidade, peça alguém de confiança para lhe auxiliar;
  • poesia, cartas: escreva sobre aquilo que lhe trará paz. Lembre-se que você poderá ler novamente quando precisar. Ou então, detalhe o momento escolhido;
  • dança: dançar é uma ótima forma de colocar para fora os sentimentos armazenados, crie uma coreografia, ou dance com o seu coração.

Entretanto, seja qual for a forma que você escolhe para guardar estas memórias afetivas, é importante que elas estejam de fácil acesso. Não as coloque no fundo do armário para nunca mais vê-las. Posicione de maneira que esteja ao seu alcance sempre que necessário.

Lembre-se não tenha medo de sentir, deixe que as memórias flutuem pela sua mente e cheguem no coração. Falecer é parte do processo humano, porém esquecer e morrer por dentro não.

Conte com a Central Santa Casa

Sabemos que perder alguém não é fácil e contar com a correta funerária do RJ pode lhe ajudar nesse processo. A Central Santa Casa é a escolha certa. Nós oferecemos a assistência funeral no RJ para todos aqueles que precisem lidar com emergências funerárias! Entre em contato e saiba muito mais.

Gostou de saber mais sobre memórias afetivas? Veja mais assuntos no nosso blog!

Posts RecentesTags