12Mar
funerais em diferentes culturas

Saiba como são os funerais em diferentes culturas

A vida é apenas uma curta passagem com alguns picos de emoção, a nossa jornada talvez já esteja traçada bem antes do nascimento, ou não! São coisas que nos intrigam, mas que são apenas pensamentos passageiros. Os funerais em diferentes culturas são as maiores provas disso, pois são pessoas e costumes distintos que pensam e celebram a morte de maneira diferente. Nesse artigo, a Central Santa Casa vai contar como os povos se organizam quando o assunto é o fim de uma vida. Acompanhe!

A cultura dos funerais ao redor do mundo

É muito importante conhecer a maneira em que as pessoas celebram os funerais em diferentes culturas. Afinal, se trata de uma aula de história e consciência. Ninguém pode negar que a morte é observada de maneira diferente ao redor do mundo. Não podemos achar que a nossa sociedade é o centro do universo.

Até porque, o que dói em você, talvez não vá doer no outro.

Pois, cada povo tem o seu próprio modo de observar o mundo, a vida e principalmente à morte. Em diversos lugares do mundo, a morte não é um tabu, ou vista como algo doloroso.

Os funerais em diferentes culturas podem carregar sentimentos e significados distintos. Como a tristeza pelo luto ou a despedida de uma pessoa que cumpriu a sua missão, e por aí vai.

Conheça os 5 tipos de funerais em diferentes culturas

Japão

Os funerais em diferentes culturas geralmente são realizados em lugares especializados. Porém, no Japão, a homenagem ao falecido acontece dentro de casa e a preparação do corpo é feita pelos próprios familiares, ao invés de um tanatopraxista, como é no Brasil.

Rússia

O povo russo observa a morte de uma maneira mais otimista, o funeral na Rússia é uma reunião mais alegre, e os convidados vestem roupas coloridas.

México

É muito interessante como os funerais em diferentes culturas são celebrados. Nesse país, a morte é vista como uma passagem para a libertação dos pecados e toda a vaidade humana. No país mexicano, o dia dos finados é como se fosse um carnaval para eles, com direto a festas e fantasias em homenagem ao povo asteca.

Alemanha

Já na Alemanha, as pessoas costumam se reunir em restaurantes para uma espécie de confraternização, chamada “Leichenschamaus”.

Alerta! Para quem for convidado para essa celebração. O não comparecimento ao evento, é considerado um ato de extremamente desrespeitoso para com o falecido e a família.

Itália

A cerimônia é realizada em casa, podendo durar até uma semana. Pois, é uma forma que os familiares encontraram para que todas as pessoas pudessem ter a oportunidade de se despedir do falecido.

Conte com Central Santa Casa!

A morte é sempre uma surpresa, ela não costuma avisar antes de chegar. O que é uma pena, não é? Por isso que a Central Santa Casa é muito importante, uma empresa que presta um serviço funerário de alta qualidade, aqui ninguém fica desassistido. Conte com a nossa assistência funeral rj!

O nosso trabalho consiste em ajudar na liberação do corpo, sepultamento e até cremação. Entre em contato conosco a funerária no Rio de Janeiro e conheça nossos serviços!

Gostou do artigo? Não perca as novidades do nosso blog!

Posts RecentesTags