01Jul
Homem em processo de luto por suicídio

Luto por suicídio: por que esse processo é mais doloroso?

Antes de mais nada, a Central Santa Casa esclarece que o assunto abordado no artigo de hoje é um tema delicado. Lidar com a morte é sempre um processo doloroso, mesmo ela tenha sido ocasionada por naturalidade, acidentes ou doenças. Porém, lidar com a perda de um ente querido que decidiu tirar a própria vida é uma dor perturbadora e incompreensível. Ainda mais que o suicídio possui um estigma que é pouco debatido na sociedade. Inclusive, vale ressaltar que o número de suicídio entre os brasileiros aumentou 7%, principalmente entre os jovens. Pensando nisso, preparamos um manual para ajudar os sobreviventes a suportarem o luto por suicídio. Continue a leitura!

Saiba como lidar com o luto por suicídio

1- Não se culpe

O luto por suicídio é realmente o mais difícil de se enfrentar. Porém, em hipótese alguma, se sinta culpado pelo acontecimento. Infelizmente, a depressão é uma doença grave, e não podemos controlar as emoções e ações alheias. Não tente entender e pensar nos motivos que levaram o ente querido a tirar a própria vida. Esses questionamentos podem ser mais torturantes e dolorosos.

2- Não minta sobre a causa da morte

Para os enlutados por suicídio é muito delicado falar sobre o assunto por motivos de vergonha, culpa e descrença. No entanto, tentar mascarar a realidade dificulta ainda mais o processo. Se não se sentir confortável, não se aprofunde no assunto. Saber o real motivo da morte facilita os outros a evitarem perguntas, compreenderem e respeitarem a situação.

3- Cuidado para que esse ato não influencie outros sobreviventes

É preciso muito cuidado para que os sobreviventes não se sintam desolados a ponto de repetir esse comportamento. Atenção aos filhos, crianças ou adolescentes, marido ou esposa, mães ou pais enlutados! Esses graus de parentesco costumam ser mais difíceis de lidar com o luto por suicídio.

4- Busque ajuda terapêutica

Desistir da escola ou faculdade, abandonar o emprego, abusar do consumo de álcool e drogas, se sentir abandonado ou sozinho… São sentimentos e comportamentos que podem ser engatilhados por quem enfrenta o luto por suicídio.

Em razão disso, é importante o acompanhamento profissional para ajudar a lidar com esse processo. Busque grupos de pessoas que também perderam um ente querido por suicídio — isso ajuda a amenizar a dor.

Conte com o apoio da Central Santa Casa!

A Central Santa Casa demonstra total apoio e sentimentos às famílias que sofrem com o luto por suicídio. Indicamos o Centro de Valorização da Vida, organização sem fins lucrativos de apoio e prevenção ao suicídio.

Conte com os serviços funerários disponíveis na Central Santa Casa. Disponibilizamos uma equipe que presta atendimento humanizado nos momentos mais difíceis.

Precisou de nós? Entre com contato! Estamos dispostos a ajudá-los 24h!

Posts RecentesTags